Virada Cultural de SP traz Maneva e yoga africana para o Ipiranga neste final de semana

Com divulgação em cima da hora, a Virada Cultural de SP acontece neste sábado (18) e domingo (19), com atrações gratuitas espalhadas por diversos bairros. A programação no Ipiranga está tão tímida, que nem o Parque da Independência será utilizado. As atrações se concentram no SESC Ipiranga e no palco em Heliópolis, com música ao vivo, teatro, circo e dança.

O evento começa no dia 18 durante a noite, quando o SESC Ipiranga, localizado na rua Bom Pastor, abre os trabalhos às 18h na presença da DJ Evellyn Cristina, de repertório recheado com brasilidades. Com 25 anos de carreira, já atuou com Racionais MC’s, Jorge Ben Jor, Skank, Fabiana Cozza, Elza Soares, Arnaldo Antunes, Olodum, Marcelo D2, Sandália de Prata, entre outros.

Ao mesmo tempo, acontecem outras atividades da unidade, com mágica e linguagem circense. Às 20h, o palco do teatro é tomado por “Amor e Outras Revoluções“, de Tati Villela. No espetáculo, Aynah e Luzia estão de casamento marcado, mas ainda estão em dúvida se casam ou não. Uma viagem em suas próprias histórias ocupa o centro da cena e as fazem iniciar suas verdadeiras revoluções a respeito do amor e da falta dele. A atração se repete no domingo, às 18h.

No domingo (19), o dia começa com atividade física movida à música ao vivo, instruída por Sirlene Santos e Akan Ayo. Às 10h30 vai ter aula aberta de Kemetic Yoga, modalidade de base africana que tem a natureza como guia para manter o equilíbrio e a harmonia, por meio da vivência de posturas, meditação e respiração.

Foto Paulo Ferreira

Para as crianças, o destaque é o espetáculo “Valentim Valentinho“, às 11h, que narra a história de um menino prestes a completar onze anos e que sonha em ganhar coragem de presente de aniversário. Valentim vive com a mãe em uma vila de São Paulo onde também moram seus melhores amigos. Temas como medo, bullying, opressão e racismo são tratados com muita delicadeza e responsabilidade.

Também vai ter uma oficina de tintas naturais, que explora as cores vindas da terra e sua variedade de pigmentos, aprendendo como encontrar e fazer essas cores. A indicação etária é a partir dos 6 anos e os ingressos para as 20 vagas devem ser retirados na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

Todas as apresentações teatrais precisam de retirada de ingressos, on-line em sescsp.org.br/sescnavirada, no dia 18, a partir das 12h; e, a partir 16h, na bilheteria das unidades. As demais são sujeitas à lotação.

Já no Palco Heliópolis, que fica na Praça Barão de Belém, 13 – próximo ao terminal Sacomã – a Virada Cultural começa com apresentação do cantor Xanddy Harmonia, às 17h do dia 18. A banda de “forrónejo” Francy, composta por músicos periféricos, se apresenta na mesma data. O espaço tem capacidade para receber até 5.000 pessoas.

Com lotação máxima de 1.000 pessoas, o Palco Rio Ipiranga – na Praça Barão de Belém, 218 – receberá a banda de reggae Maneva, no sábado, às 20h. No domingo, às 14h, o espaço muda de vertente levando black music e soul na voz do cantor Thalles Roberto.

No domingo tem mais reggae na Casa de Cultura Chico Science com as bandas Expressão Regueira, às 11h, e Filosofia Reggae, às 13h na Av. Pres. Tancredo Neves, 1265 – Vila Moinho Velho.

Estes são alguns dos destaques da programação, selecionados pelo IpirangaFeelings. Você pode conferir a grade completa de eventos no site oficial da Virada Cultural.

Atrações principais da Virada Cultural de SP

O evento conta com apresentações de artistas como Kevin O Chris, Gloria Groove, DENNIS, Vanessa da Mata e Michel Teló, entre outros. Com grandes arenas em 12 regiões da cidade, totalizando 22 palcos, a edição 2024 repete o modelo descentralizado que foi sucesso nos últimos dois anos.

Cada arena (exceto Parelheiro e Cidade Tiradentes) terá dois palcos, com programação intercalada. Serão apresentados shows em locais como Anhangabaú, Brasilândia, Butantã, Campo Limpo, Capela do Socorro e Cidade Tiradentes, além de Heliópolis, Itaquera, M’Boi Mirim, Parada Inglesa, Parelheiros e São Miguel.

Desta forma, a Prefeitura estimula a economia nas periferias. O modelo foi aprovado em 2023, por 86% do público, de acordo com dados do Observatório do Turismo. O formato do evento melhorou ou melhorou muito, de acordo com 63,9% dos entrevistados.

  • Ações do SESC

As ações do Sesc na Virada Cultural de SP acontecem em 19 unidades da capital paulista, com opções gratuitas voltadas a diferentes faixas etárias, em áreas como música, teatro, circo, dança, cinema, literatura, tecnologias e artes, assim como artes e artes visuais.

  • Solidariedade

Em solidariedade à população do Rio Grande do Sul, a Prefeitura de São Paulo anuncia que a Virada Cultural neste ano será a Virada da Solidariedade, que terá tendas de coleta disponíveis em todas as 12 arenas de shows, em cada acesso de entrada. A contribuição é voluntária e os participantes da Virada podem doar alimentos não perecíveis, água e produtos de higiene e de limpeza.

  • Transporte

A partir da meia-noite de sábado (18) para domingo (19), os munícipes podem se locomover gratuitamente de ônibus municipal por meio do Domingão Tarifa Zero. São aproximadamente 12 mil linhas de ônibus funcionando em toda a cidade.

Em parceria com o Metrô-SP, as estações Anhangabaú (Linha Vermelha) e São Bento (Linha Azul) vão funcionar para embarque e desembarque 24 horas. As demais das Linhas 1, 2, 3 e 5 permanecerão abertas somente para desembarque durante toda a madrugada. Na linha 4 amarela, o embarque de madrugada será apenas pela estação Vila Sônia. As demais estarão abertas para desembarque e transferência.

  • Acessibilidade

Todos os 22 palcos têm área PCD, com produtores com deficiência recebendo o público. O espaço é sujeita à lotação. Em parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), os shows contam com tradução simultânea em libras (exceto atrações da Viradinha).

  • Sustentabilidade

Em parceria com a Virada ODS, a Virada Cultural do Pertencimento 2024 será um Festival Carbono Neutro, neutralizando todas as emissões de carbono geradas. Adicionalmente, o evento conta com o apoio da Secretaria Executiva de Limpeza Urbana (SELIMP), que providenciará a instalação de Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) nas arenas para a coleta de recicláveis. Após o evento, a SELIMP vai gerenciar a coleta e o encaminhamento dos materiais recolhidos para cooperativas, promovendo a reciclagem eficiente e a economia circular.

Continue navegando com a gente

Written by

Ipiranga Feelings

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Biscoito Globo: nascido no Ipiranga, criado no Rio Conheça o Grupo de Ópera do Ipiranga 8 motivos para visitar o Sesc Ipiranga
Chocolatria é paraíso chocólatra na Vila Mariana Petiscos do Comida di Buteco no Ipiranga Ator da Globo abre gastrobar no Ipiranga MST abre sacolão popular na Mooca
Chocolatria é paraíso chocólatra na Vila Mariana Petiscos do Comida di Buteco no Ipiranga Ator da Globo abre gastrobar no Ipiranga MST abre sacolão popular na Mooca
Biscoito Globo: nascido no Ipiranga, criado no Rio Conheça o Grupo de Ópera do Ipiranga 8 motivos para visitar o Sesc Ipiranga