metrosp-linha rosa

Linha Rosa do metrô poderá incluir Ipiranga e Cursino para chegar ao ABC

Há anos, muito se especula sobre a expansão metroviária até o ABC Paulista. Os planos da futura Linha Rosa do Metrô deram um avanço no último sábado (13) com a aprovação do consórcio que irá desenvolver os estudos do modelo econômico-financeiro e jurídico do ramal subterrâneo. O percurso poderá passar pela região do Ipiranga e da Cursino, reforçando as opções de mobilidade urbana.

No traçado aproximado, a Linha 20-Rosa será uma das maiores da capital, com 31 km e 25 estações. O transporte coletivo terá as estações Santa Marina e Santo André nos extremos, passando pelos bairros da Lapa, Pinheiros, Faria Lima, Rebouças, Moema e São Bernardo do Campo, com conexão direta a diversas linhas de transporte sobre trilhos. 

Acredita-se que 1 milhão de pessoas serão favorecidas diariamente com a expansão.

Nos arredores do Ipiranga, a previsão é incluir ao menos quatro paradas: Água Funda, Cursino, Arlindo Vieira e Livieiro. Atualmente, o bairro conta com três estações de metrô, todas na linha Verde: Santos-Imigrantes, Alto do Ipiranga e Sacomã, cujo terminal de ônibus é a principal ligação com o ABC Paulista e a Via Anchieta. Há também a estação Ipiranga da CPTM.

linha rosa do metro
Imagem de projeção do mapa via metrocptm.com.br

A partir da assinatura do contrato com o vencedor da licitação, o Consórcio Logit-QueirozMaluf-Almeida&Fleury-EGT deverá apresentar estudos em até nove meses, contendo soluções inovadores para a elaboração do ambicioso projeto, que tem um alto custo de implantação.

O Financial Advisory (aconselhamento financeiro) a ser contratado deverá prospectar investidores e se responsabilizar pela exploração comercial ao longo de todo o trajeto, pela manutenção e até mesmo aspectos jurídicos das desapropriações de imóveis necessárias para a abertura de túneis subterrâneos.

linha rosa metro sp
Foto: divulgação/Metro SP

Entregue à iniciativa privada, a projeção da Linha Rosa do metrô poderá contar com empreendimentos ligados de forma direta ou indireta às estações, como é o caso de shoppings, com o objetivo de conter os custos do Estado, que nunca conseguiu tirar a ideia do papel.

Atualmente, o Metrô desenvolve o projeto funcional (primeiro projeto de uma linha) e estudos auxiliares, como Investigação Geotécnica e Sondagens.

É provável que, dada a magnitude das obras, os trechos sejam divididos por ordem de importância e demanda, sendo a ligação entre Santa Marina-São Judas prioritária, e São Judas-Santo André para um segundo momento. Há especulação de que ao menos parte da linha esteja pronta até 2030.

Enquanto planos concretos não acontecem, a população ainda aguarda a nova Estação Ipiranga ficar pronta.

linha rosa-metro-abc-ipiranga
Foto: divulgação/Metro SP

*As imagens e fotografias do post são apenas para ilustrar a Linha 20-Rosa, visto que ainda não há projeto arquitetônico para a mesma.

Deixe um comentário